Acesso aos Expositores

Novo Modelo de Contratação

 

CENTRAL DE COMPRAS


 

NOVO MODELO DE CONTRATAÇÃO NOS PRÉDIOS DO MINISTÉRIO DA ECONOMIA 


Desde 2014 o Governo Federal vem desenvolvendo estratégias para aperfeiçoar os modelos de aquisição de bens e serviços necessários ao funcionamento de suas diversas unidades organizacionais, especialmente aqueles de uso em comum. Baseada nas modernas práticas da metodologia de abastecimento estratégico, a Central de Compras, unidade vinculada à Secretaria de Gestão do Ministério da Economia, capitania estudos e outras iniciativas com vistas à transformação dos modelos de aquisição utilizados pelo Poder Executivo Federal.

 

Mais que centralizar a compra, a unidade, que conta com equipe especializada, busca incorporar práticas inovadoras para racionalização de processos e do gasto público. Nesse contexto, a contratação de serviços de limpeza, que atualmente implica em gastos diretos da ordem R$ 2,3 bi anuais, apenas na esfera federal, foi objeto de revisão pela Central de Compras. Após meses de estudos e consultas a organizações tanto do setor público, quanto do setor privado, um novo modelo de contratação foi concebido.

Mais aderente às atuais práticas de mercado, o modelo desenvolvido incorpora a adoção de soluções tecnológicas e visa orientar a gestão do contrato para o resultado da prestação do serviços, proporcionando ao fornecedor mais liberdade para aplicar sua expertise na execução do serviço. 

 

PROGRAMAÇÃO PALESTRANTE

DATA: 20/08

HORÁRIO: 14h00 às 15h30

LOCAL: AUDITÓRIO 2

FRANKLIN

Franklin Brasil é Auditor da CGU desde 1998. Hoje coordena a área de estratégias da Central de Compras Federal. Bacharel em

Computação e Mestre em Controladoria e

Contabilidade. Gerencia o NELCA, grupo que congrega compradores públicos de todo o país. Venceu três vezes o Prêmio

“Chico Ribeiro” de Qualidade do Gasto Público, duas delas com projetos sobre limpeza. Co-autor de vários livros, entre eles “Como combater a corrupção em licitações” e “Como

combater o desperdício no Setor Público”.